Translate

Pesquisar

domingo, 31 de julho de 2011

ONDA DE DENÚNCIAS CHEGA AO EXÉRCITO

http://www.bahianoticias.com.br/noticias/noticia/2011/07/31/98749,onda-de-denuncias-chega-ao-exercito.html


ONDA DE DENÚNCIAS CHEGA AO EXÉRCITO

10:24:48
imprimir

A onda de denúncias vazada para a imprensa chega às Forças Armadas. O jornal “Folha de S.Paulo”, publica em sua edição deste domingo que “O comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, e sete generais são investigados pela Procuradoria-Geral de Justiça Militar sob suspeita de participar de fraudes em obras do Exército. Os oficiais comandaram o DEC (Departamento de Engenharia e Construção) e o IME (Instituto Militar de Engenharia) entre 2004 e 2009, período em que o Exército fez convênios com o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) para obras em rodovias. O general Enzo chefiou o DEC entre 2003 e 2007. Ele deixou o cargo para assumir o comando do Exército no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e foi mantido no posto pela presidente Dilma Rousseff. O grupo investigado inclui cinco generais que comandaram o IME e dois que chefiaram o DEC depois do general Enzo: os generais Marius Teixeira Neto, na reserva desde março, e Ítalo Fortes Avena, hoje consultor militar da missão do Brasil na ONU. A investigação foi aberta em maio pela procuradora Geral de Justiça Militar, Cláudia Luz, para apurar se o general Enzo e os outros que comandavam áreas envolvidas sabiam das irregularidades. A apuração foi um desdobramento de inquérito anterior que identificou indícios de fraude em 88 licitações do Exército para fazer obras do Ministério dos Transportes e apontou desvios de recursos públicos de R$ 11 milhões. À Folha, o Centro de Comunicação do Exército diz que não tem conhecimento da investigação e que "não cabe à Força e nem aos militares citados emitir qualquer tipo de posicionamento". As apurações de denúncias tendem a se espraiar e no Nordeste, atingir o BNB (Banco do Nordeste), SUDENE, Codevasf. Todos com indicações políticas.
(Samuel Celestino)

Nenhum comentário:

Postar um comentário