Translate

Pesquisar

sábado, 13 de agosto de 2011

PARIPE: PREFEITURA TERIA OFERECIDO CLANDESTINOS

http://www.bahianoticias.com.br/noticias/noticia/2011/08/13/99962,paripe-prefeitura-teria-oferecido-clandestinos.html


PARIPE: PREFEITURA TERIA OFERECIDO CLANDESTINOS

00:00:51
imprimir

Fotos: Cléber Maia

Ônibus sem identificação transporta passageiros da estação da Plataforma à do Lobato
Os moradores do bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, que usam o trem para se deslocar em direção à Calçada, têm sido obrigados a utilizar coletivos em situação irregular na baldeação entre as estações de Plataforma e Lobato. Assim que a Ponte São João – que fica no trecho da linha férrea na ligação entre os dois bairros – começou a ser reformada, a prefeitura passou a disponibilizar ônibus da frota regular para fazer o transporte dos passageiros entre as estações. Entretanto, de acordo com o líder comunitário Cléber Maia, a administração municipal parou de fornecer os veículos de forma gratuita e passou a oferecer linhas que, supostamente, não estão em condições adequadas de circulação. Segundo ele, a mudança, que também inclui a cobrança de taxa, ocorreu há menos de duas semanas. “Esses ônibus não têm condições de rodar. E, ao que parece, são irregulares, já que nem pintura de identificação eles têm. Além de tudo, estão sempre lotados e colocam em risco a integridade das pessoas. Os corrimãos estão soltos. Hoje mesmo um soltou e feriu uma passageira”, relatou, em contato com o Bahia Notícias na noite desta sexta-feira (12). Os veículos pertenceriam à ATT Transportes, empresa que tem sedes no bairro de Pernambués e em Lauro de Freitas. A reportagem tentou entrar em contato com a Secretaria Municipal dos Transportes e Infraestrutura (Setin) para saber a procedência dos veículos, mas sem sucesso. A reforma da Ponte São João, construída no final do século XIX, foi iniciada em novembro do ano passado e custará R$ 60 milhões, com recursos do Governo Federal. 

Veículos não têm condições de segurança adequadas para levar passageiros
(João Gabriel Galdea)

Nenhum comentário:

Postar um comentário