Translate

Pesquisar

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

HILTON DIZ QUE VETO FOI QUESTÃO DE ‘COERÊNCIA’

http://www.bahianoticias.com.br/noticias/noticia/2011/09/05/102025,hilton-diz-que-veto-foi-questao-de-%E2%80%98coerencia%E2%80%99.html


HILTON DIZ QUE VETO FOI QUESTÃO DE ‘COERÊNCIA’

13:54:35
imprimir

Foto: Tiago Melo / BN

Hilton: "Há divergência sobre ela pertencer ou não ao grupo de Bassuma"
Em contato com o Bahia Notícias, na tarde desta segunda-feira (5), o ex-candidato à prefeitura de Salvador, Hilton Coelho, contestou a versão da executiva estadual do PSol de que a revogação da filiação de Rose Bassumaseria fruto de uma disputa causada pelo racha interno do partido. Segundo ele, a primeira divergência seria quanto ao fato de ela pertencer ou não ao grupo político do marido. “Há a divergência contra ela pertencer ou não ao grupo de Luiz Bassuma. Não sei como alguns companheiros acham que ela não faria parte do grupo dele. Para mim, isso não existe. Ela acompanhou toda a trajetória, toda a movimentação dele nos últimos tempos”, apontou. Hilton cita ainda as divergências ideológicas que teriam motivado o veto. “Ela é a favor da criminalização das mulheres que praticam aborto e o PSol luta a favor da descriminalização do aborto. Há também a questão do financiamento das campanhas. O PSol não aceita financiamento de empresas e a campanha dela e do marido recebeu recursos de empresas”, acusou. Por fim, Hilton 50 citou o apoio de Luiz Bassuma ao ex-candidato à Presidência, José Serra (PSDB), no segundo turno das eleições de 2010, ao qual, segundo afirma, Rose não se contrapôs oficialmente. “Não é que o PSol não queira ampliar o partido, mas a gente tem uma coerência política a manter e disso nós não abrimos mão”, justificou. Antes, em entrevista ao BN, Rose, afirmou que acionará a Justiça para tentar validar sua filiação à sigla, por considerar ilegal a decisão da executiva nacional.
(Patrícia Conceição

Nenhum comentário:

Postar um comentário