Translate

Pesquisar

domingo, 27 de novembro de 2011

Minutos de Sabedoria cap. 16 a 20


CAPÍTULO 16

VOCÊ jamais está abandonado!
Absolutamente!
O PAI não abandona ninguém.
Ele veste de plumas multicoloridas as pequeninas aves, enfeita de beleza e perfume as flores e não deixa morrer de fome nem os insetos nem os pequeninos vermes.
Esteja certo: não cai um fio de cabelo de sua cabeça, sem que Ele o permita.
Confie no PAI!
Você jamais está abandonado!

CAPÍTULO 17

AFASTE de si o veneno da lisonja.
Não creia naqueles que o elogiam sem motivo.
Prefira ouvir uma crítica honesta, a um galanteio vazio.
A crítica aos nossos atos poderá trazer-nos o alerta de que necessitamos para corrigir-nos.
O elogio fácil nos amolece e ilude.
E nada existe de mais frágil que uma criatura iludida a seu próprio respeito.

CAPÍTULO 18

SEJA o mesmo, dentro e fora do lar.
O lar é a sociedade em miniatura!
A sociedade é o lar ampliado.
Num e noutra, seja o mesmo: firme em sua palavra, seguro em seu pensamento, honesto em seus atos, calmo na confiança em si mesmo.
O homem é o que é.
E a manifestação externa reflete o estado intimo de nossa alma.

CAPÍTULO 19

SEJA atencioso e compreensivo.
Quantas vezes a pessoa que vem falar com você traz problemas recônditos, escondidos no âmago da alma!
Mantenha-se sereno, você que já vislumbrou a luz do entendimento fraterno.
Conserve seu equilíbrio, quando alguém se apresenta perturbado.
Seja atencioso e compreensivo: o mundo está repleto de enfermos, e você tem saúde moral.

CAPÍTULO 20

NÃO procure evidênciar a sua pessoa.
Reflita que, quanto mais exposto à visão alheia, mais se tornará alvo de ciúme e inveja.
As vibrações negativas, mesmo que não lhe façam mal, positivamente, poderão cansá-lo, no trabalho de defender-se.
Procure agirdiscretamente, embora com firmeza, deixando que os vaidosos e vazios se exponham numa evidência de que você, certamente, não necessita para brilhar.
O vidro comum brilha muito ao sol, mas o brilho do ouro está escondido no cofre: nem por isso valerá menos que o vidro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário