Translate

Pesquisar

sábado, 12 de novembro de 2011

Vergonha: Salvador chega ao JN no Ar 'voando'

http://www.bocaonews.com.br/noticias/principal/copa/23667,vergonha-salvador-chega-ao-jn-no-ar-039-voando-039.html

Por: Caroline Gois - 11 de Novembro - 11h18
  • 1
Salvador não soube fazer bonito quando precisou se exibir nacionalmente na série JN no Ar - do Jornal Nacional, um dos veículos de maior audiência do país no horário em que é exibido.
 
A pauta: Copa 2014. Ao invés de soar com tranquilidade, falar nas obras que permeiam esta competição dá um frio na barriga para muitos, principalmente para os soteropolitanos.
 
Segundo a matéria exibida na noite de quinta-feira (10), no JN, Salvador quase dobrou o número de veículos em circulação na capital. De aproximadamente 430 mil em 2000, para - em média, 780 mil em 2011.  O aumento registrado foi de 84%.
 
O óbvio seria haver um aumento também no número de viadutos e estruturas que facilitassem a mobilidade urbana  - ampliando e modernizando o sitema viário da capital. Mas, nada foi feito.
 
E, para completar a vergonha que assola a todos os baianos, o metrô não poderia deixar de ser citado. Pelo menos isso, já que funcionar não faz parte dos planos do equipamento ferroviário. A matéria ressaltou com destaque: "E quanto ao metrô. ..este nunca andou pelos trilhos. São quase 12 anos parado".
 
No início desta semana, o Bocão News noticiou que os atrasos nos projetos de estádios e aeroportos farão o país gastar, no mínimo, R$ 720 milhões a mais para realizar a Copa de 2014 - montante suficiente para a construção de um estádio novo. A nossa Arena já está com 30% das obras prontas. Segundo relatório da Fifa, em visita realizada na capital baiana, a 'Fonte' está dentro do prazo. Pelo menos uma boa notícia.
 
O que não agradou a população é o fato de que obras indispensáveis não estarão prontas a tempo para a Copa das Confederações, em 2013. Entre elas, o sistema sobre trilhos da Paralela.
 
Em agosto, contrariando o desejo do prefeito de Salvador, João Henrique, que apostava na BRT (rede de corredores exclusivos para ônibus) como novo modal de transporte para a Avenida Paralela, o governador Jaques Wagner anunciou que o novo meio de transporte urbano a ser implantado na região será o metrô. 
 
"Hoje temos meio metrô que não funciona. Quero deixar um metrô e meio funcionando, com a possbilidade de se estender até Cajazeiras", afirmou em entrevista à Rádio Metrópole. 
 
O governador informou ainda que o edital para a realização das obras, orçadas em cerca de R$1,6 bilhão, deve ser publicado em até 40 dias com previsão para serem iniciadas ainda este ano. O metrô na Avenida Paralela vai sair do aeroporto Luís Eduardo Magalhães até a Rótula do Abacaxi, correspondendo à linha 2 do meio de transporte, já que a linha 1 vai sair da Rótula com destino à Estação da Lapa.
 
Mas, as obras não vão começar este ano. O JN ainda concluiu a matéria informando que a licitação das obras só deve sair no início do ano que vem. E, o nosso governador já havia antecipado esta informação.
 
Havia um cronograma para a elaboração do projeto final do modelo de transporte para a Paralela, mas ele não foi cumprido. A culpa é do governador Jaques Wagner, segundo ele próprio. "A gente errou e eu admito o erro. Devíamos ter começado a PMI (proposta de manifestação de interesse) antes", disse, se referindo ao processo que envolveu projetos de sete empresas e acabou por não escolher nenhum. 
 
O governador, no entanto, deu mais uma justificativa para o atraso: "Pra fazer bem feito, com transparência, acaba demorando mais". As declarações aconteceram durante uma entrevista coletiva, antes do lançamento do programa Vida Melhor, no mês de agosto.

E diante da divulgação de todos os fatos citados acima em rede nacional, mais um capítulo da história de Salvador se registra - desta vez com mais força e veracidade sobre aquilo que não traz orguho algum para os baianos. E que venha a Copa.

Foto: Galáticos Online
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário