Translate

Pesquisar

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Secretário admite prejuízos imensos a alunos e lembra que ponto de grevistas será cortado

http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/115067-secretario-admite-039-prejuizos-imensos-039-a-alunos-e-lembra-que-ponto-de-grevistas-sera-cortado.html


Após a aprovação do projeto de lei que reajusta as remunerações dos professores do magistério, o secretário de Educação do Estado, Osvaldo Barreto, voltou a fazer um apelo aos professores da rede estadual para que a “normalidade seja retomada” e lembrou que os grevistas terão o ponto cortado. O pedido para que os docentes voltem às aulas, feito durante o programa Bahia Notícias no Ar, da Rede Tudo FM 102.5, nesta quarta-feira (25), ocorre pouco menos de duas horas antes da reunião entre lideranças do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) que deve decidir os rumos da greve no estado. No 16ª dia de paralisação na Bahia, Barreto admitiu que o movimento já provoca “prejuízos imensos” ao estudantes da rede estadual de ensino, mesmo com a organização de um novo calendário para reposição das aulas. O secretário tentou sensibilizar a categoria quanto à “impossibilidade” de concessão do reajuste linear. “O motivo maior da greve, creio eu, não são os cinco mil professores de nível médio, mas a linearização dos 22%. [...] Mas isso não tem o menor cabimento, esse reajuste linear custaria R$ 812 milhões aos cofres públicos e não cabe no orçamento do governo”, reiterou. Para os docentes do magistério, insatisfeitos com o resultado da votação desta terça (24), o titular da Educação assegurou “progressão para a carreira de professor licenciado, sem concurso, na medida em que eles concluam o curso superior”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário