Translate

Pesquisar

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

AULAS NA REDE ESTADUAL VAI ATÉ FEVEREIRO DE 2013



A Secretaria Estadual de Educação (SEC) informou nesta sexta-feira (3) que o cumprimento dos  200 dias letivos exigidos pela Lei de Diretrizes e Bases será feito por meio de uma  programação que inclui aulas  até o fim de fevereiro de 2013 e atividades aos sábados. Após 115 dias, a greve dos professores da Rede Estadual de Ensino foi encerrada. Agora, o governo do Estado e a categoria precisam chegar a um consenso para reverter os prejuízos causados aos cerca de 1,1 milhão de alunos que perderam 72 dias letivos. Em nota enviada à imprensa, a  pasta orienta  todos os diretores das escolas que estão retornando às aulas que iniciem, juntamente com os professores e com  o colegiado escolar, a imediata elaboração do calendário de reposição de aulas do ano letivo de 2012. A expectativa é que já na próxima segunda (6), 100% das escolas estaduais já estejam em funcionamento. O replanejamento do ano letivo de 2012 será elaborado, primeiramente, dentro das unidades escolares. Em seguida, será encaminhado aos colegiados e, posteriormente, passará pela avaliação da Diretorias Regionais e pela SEC. “Vamos incluir atividades de mobilização dos alunos e fazer com que esse retorno seja produtivo", explicou a diretora de educação Ana Lúcia Gomes da Silva. Ainda segundo ela os aulões para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) continuam  na programação e já estão com inscrições abertas. Para o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Rui Oliveira, a categoria está disposta a repôr as aulas desde que o governo devolva imediatamente os salários cortados durante os dias de paralisação. “Ao votar a favor da suspensão da greve, a categoria assumiu o compromisso com as reposições. Não estamos dispostos a prejudicar os alunos. Esse não é o objetivo da nossa luta”. afirmou. A secretarias de Educação e Administração garantem que vão elaborar uma folha de pagamento extra após o plano de reposição ser aprovado. “Aprovado o plano de reposição, os salários serão pagos”, assegurou o secretário de Educação Osvaldo Barreto.


Fonte: Bahia Noticias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário