Translate

Pesquisar

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Relembre a carreira de Alex Alves, morto nesta quarta


Revelado pelo Vitória, Alex ganhou destaque no Palmeiras e Cruzeiro, onde conquistou a Copa Sul-Americana


Foto: Humberto Nicolini
Alex Alves se destacou entre os clubes no Cruzeiro
Da Redação
Nascido em Campo Formoso, interior da Bahia, Alexandro Alves do Nascimento iniciou sua carreira aos 13 anos nas divisões de base do Vitória. Alex despontou para o Brasil em 1993, quando fez parte do time rubro-negro vice-campeão brasileiro, marcando oito gols e ganhando a bola de prata da Placar. No ano seguinte, o atacante se transferiu para o Palmeiras, algoz em 1993, e conquistou seu primeiro título nacional, o campeonato brasileiro.
Cruzeiro e ida para Europa 
Sem muito destaque no clube paulista, Alex rodou por Juventude-RS e Portuguesa antes de desembarcar no Cruzeiro, em 1998. No clube mineiro, o baiano voltou a ser destaque quando conquistou o título estadual, a Copa Mercosul e marcou 27 gols em 41 partidas. Despertando o interesse do Hertha Berlim, da Alemanha, que pagou R$ 7 milhões pelo artilheiro.
Polêmicas na Alemanha 
No Hertha Berlim, Alex não conseguiu desenvolver o mesmo futebol das épocas de Vitória e Cruzeiro. Sua passagem pelo clube alemão foi marcada por polêmicas, dentro e fora de campo, além de lesões, o que o levou a receber o apelido de "Garoto Problema" pela imprensa do país. Em certa oportunidade, o jogador chegou a ser detido e multado por excesso de velocidade. Alex aparece em uma lista das 50 piores contratações do futebol alemão.
Retorno ao Brasil - Após cinco anos no futebol alemão, Alex foi apresentado em 2003 como novo reforço do Atlético-MG. Seu retorno ao Brasil teria sido motivado por conta de uma doença sofrida por sua mãe. Após passagem discreta pelo Galo mineiro, o jogador passou pelo Vasco e retornou ao Vitória, clube que o revelou. No Rubro-negro, Alex não conseguiu repetir as boas atuações da início da carreira.

Peregrinação e mais polêmicas no final da carreira
 
Após deixar o Vitória, em 2007, o atacante iniciou uma peregrinação sem sucesso por pequenos clubes do Brasil e uma rápida passagem pelo futebol grego. Seu último clube foi o União Rondonópolis, do Mato Grosso, em 2010. Alex Alves chegou ao clube como principal jogador da temporada, mas o fraco rendimento nos campos e confusões com a imprensa local e torcedores fizeram com que o atleta acabasse dispensado pela diretoria poucas semanas depois de sua apresentação. Em setembro deste ano Alex realizou a primeira consulta que diagnosticou Leucemia. O ex-jogador estava tratando a doença em Jaú, interior de São Paulo, e chegou a realizar o transplante de medula. Segundo a assessoria do hospital em que Alex estava internado, a causa da morte teria sido uma anemia crônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário