Translate

Pesquisar

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

ONU aprova ‘Década do Afrodescendente’ a partir de 2013


ONU aprova ‘Década do Afrodescendente’ a partir de 2013
A Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução contra o racismo e a discriminação racial e propôs que o período de 2013 a 2022 seja declarado como a Década do Afrodescendente. O documento ainda precisa ser ratificado pela Assembleia-Geral das Nações Unidas para que a década seja oficialmente proclamada. A Resolução contra o Racismo e a Discriminação Racial foi aprovada no final de novembro e solicita que o presidente da Assembleia-Geral abra processo preparatório informal de consultas intergovernamentais para à proclamação da década, cujo título é Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento. A resolução também recomenda aos 192 países-membros diretrizes políticas para atender às demandas da população negra no mundo. A ideia da década surgiu dos movimentos sociais negros e se intensificou depois da Cúpula Ibero-americana de Alto Nível em Comemoração ao Ano Internacional dos Afrodescendentes, em Salvador, no final de 2011. O Brasil é o país do mundo com o maior número de afrodescendentes, 100 milhões de pessoas, segundo o Censo 2010. A expectativa é que a proclamação da Década Afrodescendente contribua para a criação de um fórum permanente sobre essa população e que seja criada uma Declaração Universal dos Direitos dos Povos Afrodescendentes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário