Translate

Pesquisar

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Planos de saúde serão impagáveis em 30 anos, estima Idec


Planos de saúde serão impagáveis em 30 anos, estima Idec
Um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) apontou que, entre 2002 e 2012, a diferença entre a inflação (IPCA) acumulada e o reajuste dos planos de saúde foi de 38,12%, o que indica que o preço deste tipo de serviço tem aumentado bem acima da reposição inflacionária. Caso as correções mantenham o mesmo ritmo, em 30 anos, o consumidor, que hoje compromete 7% da sua renda com planos de saúde, passaria a usar 73% dela. "Projetando a diferença dos índices para as próximas três décadas, as mensalidades serão corrigidas em 163,49% acima do IPCA", afirma a economista do Idec, Ione Amorim. Assim, o consumidor perderia a capacidade de pagar pelo serviço. O instituto realizou uma simulação que leva em conta um plano de saúde individual, de custo em torno de R$ 210, contratado por um usuário de 30 anos, cuja renda mensal é de R$ 3 mil. O valor do plano, neste quadro, compromete 7% desta renda. Ao considerar que sejam mantidas as regras de reajuste dos preços e as condições de reposição salarial, quando esse indivíduo fizer 60 anos ele terá mudado de faixa etária, o que faria seu plano sofrer um aumento de 296,79%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário