Translate

Pesquisar

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Suplente de vereador de Salvador é preso acusado de liderar grupo de extermínio


Suplente de vereador de Salvador é preso acusado de liderar grupo de extermínio
O soldado da Polícia Militar baiana e suplente de vereador pelo PTdoB em Salvador, Eliaquim Pinheiro da Costa, de 46 anos, foi preso nesta quarta-feira (5) por agentes da Corregedoria da PM em cumprimento a um mandado de prisão preventiva solicitado à Justiça pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Conhecido como “Soldado Pinheiro”, Costa é dono de uma empresa de segurança clandestina e apontado como autor de vários homicídios ocorridos em Águas Claras e bairros vizinhos. O policial é suspeito também de fornecer cobertura para traficantes que atuam na região. Ele é alvo de investigação em sete inquéritos que apuram homicídios no DHPP. Em todos eles o policial é apontado como líder de um grupo de extermínio que atua na região de Águas Claras. Dois empregados da empresa de segurança são procurados por envolvimento em um duplo homicídio ocorrido em 2010. Segundo a Polícia Civil, em setembro deste ano, durante a campanha para vereador, Costa teria matado mais dois homens e uma outra vítima que sobreviveu à chacina denunciou o caso à polícia. O soldado é natural de Gandu e obteve 1611 votos nas eleições de outubro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário