Translate

Pesquisar

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Conselheiros tutelares de Salvador decidem não atuar nos circuitos do carnaval

Os conselheiros tutelares de Salvador decidiram em assembleia realizada nesta quinta-feira (31) por não atuarem nos circuitos do carnaval. A categoria afirma que o corte de gastos feito pela prefeitura limou pelo menos 50% das verbas destinadas aos servidores. Na tarde desta quinta, aconteceu uma reunião entre os conselheiros e os secretários Alexandre Paupério e Maurício Trindade, titulares de Gestão (Semge) e Ação Social e Combate à Pobreza (Semps), respectivamente, mas não houve acordo. Segundo Ailton Rodrigues, os 79 agentes não vão trabalhar sem subsídio. “Os conselheiros haviam sido escalados para trabalharem em postos na Rua Chile, Aflitos e no circuito Barra/Ondina. A proposta oferecida pela Semps de o conselheiro receber R$ 622 para quem trabalhar durante o dia, R$ 775 no noturno e R$ 739 nos circuitos alternativos, após os descontos, fica inviável”, constatou. Em conversa com o Bahia Notícias, Rodrigues criticou a destinação de recursos da prefeitura para contratação temporária de supervisor de unidade, educador social, apoio administrativo e coordenador de unidade para atuarem exclusivamente nos dias de carnaval. “Os conselheiros vão trabalhar nas sedes da entidade no horário normal, das 8h às 20h, durante os dias de festa”, informou. Segundo a Semge, a contratação temporária de profissionais para desempenharem atividades no âmbito da Semps é uma recomendação da Procuradoria Geral do Município (PGMS) e servirá para o auxílio à proteção da criança em relação à exploração do trabalho infantil. "Os profissionais irão auxiliar no combate incisivo ao trabalho infantil para garantir que os direitos das crianças não sejam violados", diz a Secretaria de Gestão.

http://www.bahianoticias.com.br/principal/noticia/130518-conselheiros-tutelares-de-salvador-decidem-nao-atuar-nos-circuitos-do-carnaval.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário