Translate

Pesquisar

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Deputados estaduais geram gastos de R$ 287 milhões com pessoal


Deputados estaduais geram gastos de R$ 287 milhões com pessoal
Os cargos administrativos e partidários na Assembleia Legislativa, de livre nomeação pelos deputados estaduais, podem render verba extra de mais de R$ 20 milhões ao ano aos cofres públicos, se somados os valores referentes aos 63 parlamentares. Além dos recursos extras, os deputados recebem  verba de gabinete de R$ 78 mil por mês para contratar pessoal. Segundo dados oficiais, há  316 concursados na Casa,  mais de duas mil pessoas nomeadas diretamente e cerca de 520 comissionados. Das vagas administrativas e partidárias, 41 já foram preenchidas, entre a mesa diretora, cargos de corregedor, procurador, ouvidor, líderes e vice-líderes. Ainda serão instaladas as comissões permanentes e cinco especiais e possíveis subcomissões. Cada presidente de comissão, por exemplo, pode receber até R$ 28 mil por mês para contratar assessores.  Em 2012, foram gastos R$ 286,9 milhões com pessoal, incluindo o salário dos deputados, de R$ 20 mil por mês; número superior a 2011 em R$ 40 milhões. O incremento não é acompanhado de controle pela Casa e assessores são de livre nomeação de deputados. Informações do A Tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário