Translate

Pesquisar

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Petistas pedem anulação de julgamento do mensalão


Petistas pedem anulação de julgamento do mensalão e trocam empurrões com guardas
Foto: David Mendes / Bahia Notícias
Integrantes do PT e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) trocaram empurrões nesta segunda-feira (11) com membros do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Guarda Municipal, na entrada do circuito Osmar. Com bandeiras e cartazes, os manifestantes pediam desde a retirada das tropas brasileiras do Haiti até a anulação do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal. “Eles não queriam deixar a gente passar e agrediram uma senhora”, acusou Paulo Riela, membro da direção municipal do PT e integrante da corrente partidária O Trabalho. Já o encarregado GM Barbosa disse que a confusão surgiu após a agressão sofrida por um funcionário da Saltur. “Eles agrediram um membro da Saltur e o pessoal do portão. Nós atuamos para proteger o perímetro do portão. A CUT está acostumada a agir dessa forma”, rebateu. O grupo de manifestantes veio do Largo do Garcia, onde realizou um ato contra o STF. “O STF, ao concluir o julgamento da Ação Penal 470 sem qualquer prova, busca atingir hoje o PT e, depois, outras organizações, militantes e os diretitos democráticos. Um julgamento de exceção para preservar a regra do sistema político-eleitoral marcado pela corrupção e caixa dois. Esse julgamento tem que ser anulado”, defende o texto de um planfleto distribuído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário